sexta-feira, 15 de março de 2013

Roteiro de redação – Impunidade e práticas criminosas no Brasil


Olá!
Nesta postagem, apresento como eu faria a redação sobre o tema Impunidade e práticas criminosas no Brasil, divulgado no último post.

Na próxima publicação, falarei sobre alguns aspectos importantes que foram levados em consideração na hora da produção do texto. Por ora, somente o projeto de redação.

Atualização do post: fiz comentários a respeito dos textos que vocês postaram nos comentários. 

Até mais!

Ponto de vista a ser defendido: A impunidade estimula a prática criminosa e é prejudicial para o Brasil.
Obs: Essa não seria a introdução completa, apenas a tese.

Parágrafo de desenvolvimento 1: Primeiramente, é importante observar que, além de servir como intervenção de um indivíduo que age em desacordo com a lei, a punição constitui também medida exemplar, pois mostra à sociedade que atos ilegais geram consequências negativas. No entanto, uma vez que, no Brasil, a sociedade percebe frequentes casos de impunidade, extingue-se o caráter exemplar da punição, fazendo com que os indivíduos percam o medo de cometer delitos. É nítido, portanto, que a falta de “castigo”  é um dos aspectos responsáveis pela criminalidade no Brasil.

Parágrafo de desenvolvimento 2: Outra questão importante a ser analisada é que a punição preserva a sociedade. Se pessoas que cometem crimes não são advertidas de forma adequada, as mesmas podem vir a ser reincidentes em práticas criminosas. No Brasil, é frequente na mídia a divulgação de crimes que foram cometidos por pessoas que deveriam estar presas, por exemplo. A impunidade se mostra, sob esse aspecto, muito perigosa para qualquer comunidade.

Conclusão: Torna-se evidente, portanto, o quanto a impunidade é nociva para o Brasil. Leis precisam ser modificadas e as já existentes devem ser tratadas com mais rigor. Somente assim a ideia de que “o crime não compensa” será incorporado, de fato,  à cultura brasileira.